segunda-feira, 13 de julho de 2009

O PASTOR

Jesus disse: "Eu sou o bom Pastor. O bom Pastor dá vida pelas ovelhas" (João 10:11)O PastorO ministério pastoral é sublime porque é um chamado de Deus, que pela Sua Soberana vontade chama homens para conduzir o seu rebanho, a igreja. Há homens que a si mesmo se chamam e dizem que foram chamados por Deus, são aqueles que na maioria das vezes estão trazendo escândalos para a Igreja, ou são aqueles, que apesar de não trazerem escândalos, mas usam e abusam das prerrogativas do pastorado, muitos desses para conseguir um emprego, quando foram mal sucedidos na sua carreira secular. Pastorado não é profissão, mas renúncia.O Pastor e a sua famíliaO pastor é antes de tudo, o sacerdote do seu lar. Se o pastor não pastorear muito bem a sua mulher e filhos, não servirá para pastorear mais ninguém, Eli foi um péssimo sacerdote do lar e pagou caro por isso. O pastor deve trazer os filhos em obediência, não de forma despótica, mas respeito honroso e como diz a Bíblia, deve devotar aos filhos e à esposa amor, do modo "como Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela" (Ef. 5: 25).Muitos pastores dão mais tempo para a Igreja que para a sua própria família, isto é errado, em primeiro lugar vem a família, afinal de contas foi a primeira instituição criada pelo Senhor. É preciso amar a igreja e trabalhar pela implantação do Reino de Deus na terra e nos corações dos homens, mas é de fundamental importância a assistência à família primeiramente.Tenho um amigo pastor que disse certa vez que iria ganhar o Estado para Cristo, pouco tempo depois voltou triste e dizendo:- Eu queria ganhar o Estado para Cristo e quase perco a minha família!O Pastor e a Igreja.A relação pastor x igreja, geralmente é conflitante por uma série de razões, que vai desde a questão salarial até o envolvimento da família do pastor no trabalho da igreja. Geralmente as igrejas contratam um pastor, mas que venha acompanhado de talentosos músicos (filhos), de uma esposa capacitada em várias áreas (mesmo que não tenha um chamado específico).As igrejas também contratam um pastor que na maioria das vezes é um "faz tudo", desde pregar, liderar, organizar, treinar, capacitar, aconselhar (funções precípuas), até ser o motorista, o juíz de paz, o delegado, o treinador, o carpinteiro, o pedreiro, etc... Nas outras atividades profissionais ou não, os que as exercem só fazem aquilo para que se prepararam. O advogado é somente advogado, o médico é só médico, o engenheiro é somente engenheiro, etc, mas o pastor é isso tudo e muito mais...Existem ainda aquelas igrejas que não querem um pastor que seja só pastor, ele tem de ser outra coisa. Há os que equacionam essa situação sem problemas, mas para a maioria dos pastores, dividirem-se entre a igreja e os negócios dessa vida (II Tim. 2: 4), é muito difícil. Creio que a deficiência de muitas igrejas está em seus pastores terem de trabalhar fora para, por exemplo, complementar sua renda familiar, quando a igreja pode pagá-lo com dignidade e não o fazem.O Pastor e Seu Deus.O pastor bem sucedido é aquele que sem sombra de dúvida, sabe que está no centro da Vontade de Deus. Não importa o lugar ou a igreja onde serve, mas sim, se está ciente de que Deus o quer ali. Esse pastor tem paz no coração apesar das dificuldades por que muitas vezes passa.O relacionamento íntimo e íntegro entre o pastor e Seu Deus é a forma ideal de vida e ministério. Há uma frase que todos conhecemos e que retrata muito bem essa situação: "Deus não chama os capacitados, mas Ele capacita os chamados". A oração, as disciplinas espirituais, o estudo sistemático da Bíblia podem fazer muito pelo ministério pastoral, mas, somente um relacionamento sincero com Deus, fará a diferença.ConselhosIgreja, ame o seu pastor, honre-o e dignifique-o. Cuide bem dele e da sua família, ore por ele, auxilie-o na sua árdua tarefa de pastorear o rebanho de Deus.Uma igreja que ama o seu pastor, que não o vê com desconfiança, que não espera uma falha sua para malhá-lo como um Judas, será uma igreja relevante para a sociedade e edificará a vida dos seus membros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário